Central das Notícias
Notícias, vídeos e humores
closeDownload
Baixe agora!
share icon

Navio naufragado cheio de cerveja é encontrado; mas dá para beber?

Manual do Homem Moderno

O que você prefere: encontrar um baú de ouro ou um navio naufragado cheio de cerveja? Para aqueles que acham que encontrar esses tesouros é impossível, então se liga nessa notícia: um mergulhador amador encontrou um barco afundado com centenas de cervejas.

O sortudo da vez foi o técnico de mergulho Steve Hickman, que já havia mergulhado nas redondezas do navio naufragado algumas vezes e sabia o que estava procurando.

O tesouro de cerveja do navio naufragado

navio naufragado cerveja

(Steve Hickman)

O barco afundado era o Wallachia, que naufragou em 1895 na costa escocesa após uma colisão com outra embarcação. O navio, que havia acabado de sair de Glasgow, continha várias cargas, incluindo milhares de garrafas de bebidas alcoólicas. 

Sabendo do grande tesouro que o navio naufragado tinha, Steve Hickman juntou a sua equipe para resgatar e trazer cuidadosamente as garrafas de cerveja de volta à superfície.

Tá, mas pode beber as cervejas?

Crédito: Reprodução

(Steve Hickman)

As garrafas recuperadas foram entregues a cientistas da empresa Brewlab, que, junto de estudantes da Universidade de Sunderland, foram capazes de extrair a levedura viva da cerveja. Com isso, os pesquisadores tentaram recriar a fórmula da bebida original.

Entretanto, os cientistas encontraram algo inusitado no estudo. As cervejas afundadas há mais de 100 anos continham um tipo de levedura incomum, o que levou a equipe de pesquisadores a se perguntarem se a cepa poderia ser aplicada em cervejas modernas, ou até mesmo melhorar as bebidas de hoje.

Steve Hickman recorda que quando ele e os amigos abriram a primeira cerveja resgatada do Wallachia, ainda na década de 80, a bebida era quase bebível. Quando eles abriram a garrafa e colocaram num copo, a cerveja gerou uma espuma espessa e cremosa, similar a algumas marcas atuais. “Elas tinham uma espécie de cheiro salgado de putrefação. Acho que essa seria a melhor descrição”, contou o mergulhador.

E você? Vai ficar parado ou vai separar os equipamentos de mergulho para tentar achar o próprio navio naufragado e cheio de cerveja?

Ver fontes Baixe!