Central das Notícias
Notícias, vídeos e humores
closeDownload
Baixe agora!
share icon

Nova diretoria do Sistema Famasul é eleita para o triênio 2021/2024

A Crítica
Além de Bertoni, a nova gestão tem Mauricio Saito como vice-presidente, Frederico Stella como diretor-tesoureiro e Claudio Mendonça como diretor-secretário

Além de Bertoni, a nova gestão tem Mauricio Saito como vice-presidente, Frederico Stella como diretor-tesoureiro e Claudio Mendonça como diretor-secretário - Foto: Divulgação

Comper

Em um pleito virtual histórico, com participação de 67 sindicatos rurais de Mato Grosso do Sul, o produtor rural do município de Bonito, Marcelo Bertoni, foi eleito por unanimidade, neste sábado (19), novo presidente da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul). O processo eleitoral totalmente on-line ocorreu por meio de uma plataforma de videoconferência, das 9h às 15h, onde os delegados de cada município registraram seus votos. 

Ao todo, foram registrados 67 votos dos 68 possíveis. Além de Bertoni, a nova gestão tem Mauricio Saito como vice-presidente, Frederico Stella como diretor-tesoureiro e Claudio Mendonça como diretor-secretário. 

De acordo com Marcelo Bertoni, serão mantidas as ações desenvolvidas nos mandatos entre 2015 e 2021, e novos projetos serão implementados para fortalecer as relações institucionais e a representatividade do produtor rural.

“Todas as iniciativas que, de forma muito sólida, foram estruturadas nos últimos 6 anos terão continuidade e, principalmente, serão a base para construirmos uma gestão que siga acompanhando o vigoroso crescimento da agropecuária de Mato Grosso do Sul. A perspectiva para o cenário mundial é de desafios, mas maiores ainda são as oportunidades. Seguiremos firmes, lado a lado com o produtor, reforçando a representatividade da Famasul, as relações institucionais, incentivando a qualificação e a sustentabilidade no campo”, destacou Bertoni. 

A nova diretoria é composta ainda pelos presidentes de sindicatos rurais de Maracaju, Fabio Olegário Caminha, e Miranda, Massao Ohata, como 2º e 3º secretários, e André Cardinal Quintino, de Ponta Porã, e a vice-presidente de Três Lagoas, Stéphanie Ferreira Vicente, como 2º e 3º tesoureiros. 

Já o conselho fiscal é formado pelos presidentes Jefferson Doretto de Souza, de Bonito, Henrique Mitsuo Vargas Ezoe, de Rio Negro, e Telma Menezes de Araújo, de Nova Alvorada do Sul. 

Trajetória e sustentabilidade - Produtor rural desde 1989, Marcelo Bertoni possui propriedade no município de Bonito, Mato Grosso do Sul. Foi um dos fundadores do MNP Jovem (Movimento Nacional dos Produtores), em 1994 e 1995, e diretor-secretário da ACRIVAN (Associação dos Criadores do Vale do Aquidaban e Nabileque) entre 2008 e 2010.

De 2011 a 2016, exerceu o cargo de diretor-presidente no Sindicato Rural de Bonito, sendo vice-presidente entre 2017 e 2019, e delegado e representante efetivo como o 1º secretário até 2021.

Foi eleito diretor-tesoureiro do Sistema Famasul para o triênio 2018/2021, com forte atuação nas pautas voltadas à conservação do meio ambiente atrelada à produção, sendo titular da Câmara Técnica de Conservação de Solo e Água, da Comissão Nacional de Meio Ambiente, do Comitê Estadual do Conselho Nacional da Reserva da Biosfera do Pantanal, do Conselho Estadual de Controle Ambiental (Ceca) e da Frente Parlamentar de Unidade de Conservação.

Bertoni também compõe o Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Miranda (CBH-Miranda), o Conselho Consultivo do Parque Nacional da Serra da Bodoquena (CCPNSB), e o Conselho Municipal de Meio Ambiente de Bonito (Condema). 

Famasul

A Federação congrega 69 sindicatos rurais, atua na representação dos produtores rurais, no desenvolvimento sustentável do agronegócio e no fortalecimento das relações institucionais, sendo protagonista de momentos relevantes na economia, política e história de Mato Grosso do Sul e do Brasil.

É uma entidade com personalidade jurídica própria, de direito privado interno, sem fins lucrativos e uma das 27 instituições sindicais de grau superior que integra a CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil).

Instituída a partir da criação do estado de MS, registro marcante na geografia e política nacional, a Famasul tem uma trajetória paralela ao crescimento da agropecuária no País. Com uma história de 44 anos e dez presidentes, é uma das três federações, dentre as 27 existentes no País, que permite apenas uma reeleição.

Ver fontes Baixe!