Central das Notícias
Notícias, vídeos e humores
closeDownload
Baixe agora!
share icon

Ibovespa recua com exterior negativo e reverte ganhos na semana

Uol

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa recuava nesta sexta-feira, revertendo a alta acumulada na semana, pressionado por realização de lucros e movimentos mais negativos em praças acionárias e commodities como o petróleo e o minério de ferro no exterior.

Às 11:01, o Ibovespa caía 1,56 %, a 112.032,21 pontos, resultando em uma variação negativa de 0,7% na semana. O volume financeiro somava 4,5 bilhões de reais, em sessão também marcada pelo vencimento de opções sobre ações.

Na véspera, o principal índice da bolsa paulista fechou com acréscimo de 0,09%, a 113.812,87 pontos, marcando a quinta alta seguida e acumulando em agosto avanço de 10,3%.

Em Wall Street, o S&P 500 cedia 1,1%, depois que autoridades do Federal Reserve (Fed) disseram que o banco central dos Estados Unidos precisa continuar aumentando os juros de forma a conter a inflação, derrubando ações de crescimento e tecnologia.

Na visão da XP Investimentos, o sentimento de investidores foi um pouco abalado desde o meio da semana, após a divulgação da ata da última reunião de política monetária do Fed, realizada no final do mês passado.

A ata mostrou que membros do Fed não considerariam recuar nos aumentos dos juros até que a inflação caísse substancialmente, apesar de ligeira desaceleração na inflação que ofereceu alguma esperança de um aperto menos agressivo.

DESTAQUES

- PETROBRAS PN recuava -1,41%, a 32,95 reais, após renovar máximas históricas durante a semana, com o declínio do petróleo corroborando movimentos de realização de lucros. Na semana, até a véspera, a ação subiu mais de 5%.

- VALE ON caía 1,4%, a 66,77 reais, uma vez que os contratos futuros de minério de ferro caíram nas bolsas de Dalian e Cingapura, com aumento da preocupação sobre a demanda na China à medida que a economia do país vacila.

- ITAÚ UNIBANCO PN recuava 1,7%, a 26,55 reais, e BRADESCO PN perdia 1,36%, a 19,59 reais, também sofrendo com o movimento mais vendedor no pregão como um todo.

- MRV ON perdia 5,77%, a 9,96 reais, mais uma vez entre os destaques negativos, refletindo movimentos de correção após forte valorização no começo de agosto, em trajetória acompanhada por outros papéis sensíveis à economia doméstica.

- FLEURY ON tinha acréscimo de 0,43%, a 16,32 reais. A empresa de medicina diagnóstica e a rival Hermes Pardini disseram na quinta-feira que seus acionistas aprovaram a combinação de negócios.

- YDUQS ON subia 1,67%, a 12,76 reais, experimentando uma trégua após o forte ajuste negativo nos últimos três pregões, em que acumulou um declínio de 21%.

- STONECO desabava 21,1%, a 9,2 dólares, em Nova York, após reportar prejuízo líquido de 489 milhões de reais no segundo trimestre, revertendo lucro de 526 milhões um ano antes. A empresa de pagamentos ainda anunciou a saída de seu diretor financeiro, Marcelo Baldin, sendo que Silvio José Morais, que é conselheiro da companhia, irá substituí-lo interinamente.

(Por Paula Arend Laier; Edição de André Romani)

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Responder Respostas ({{ comment.reply_count }}) Excluir Denunciar

Excluir Denunciar
Ver fontes Baixe!