Central das Notícias
Notícias, vídeos e humores
closeDownload
Baixe agora!
share icon

‘Em pé de guerra’ contra concessionária Amazonas Energia, população do Amazonas resiste a instalação de marcadores de energia e fecha Avenida Torquato Tapajós

Rede Tiradentes

 

A manifestação ocorre na entrada do Parque São Pedro. Moradores hostilizaram agentes da concessionária. Há cerca de três dias, a população está ‘em pé de guerra’ contra a Amazonas Energia, em Manaus.

Em toda a capital do Estado, mas principalmente na zona norte da cidade, moradores de bairro e conjuntos residenciais resistem à instalação de novo contador de energia e enfrentam funcionários da empresa contra a ação, que, segundo eles, pode aumentar ainda mais as contas do consumo no final do mês.

Para eles, o senador e ex-ministro das Minas e Energia, Eduardo Braga (MDB), é o principal responsável pelo alto preço da conta de energia elétrica.

Braga, que foi ministro das Minas e Energia, é o principal responsável, já que, quando foi ministro, aumentou as o valor do serviço em mais de 60 %.

Neste momento, a Amazonas Energia, que é responsável pelo de fornecimento de energia elétrica em todo o Estado, vive uma crise em que o maior prejudicado é o consumidor, as famílias de Manaus e do Amazonas, hoje obrigadas a pagar reajustes e contas abusivos pela energia elétrica das residências. Contas que, segundo eles, podem ficar ainda mais altas, por causa de uma decisão da concessionária, que, sem nenhum avido ou justificativa, decidiu trocar os medidores residenciais e ainda obrigar o consumidor a pagar pelo novo equipamento e pelas mudanças.

O resultado é que a população decidiu ir às ruas para protestar contra a empresa, acusada de tentar impor mais uma responsabilidade ao consumidor, instalando um novo aferidor de consumo aprovado pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), que pode representar maior aumento das contas de energia, no final do mês.

As evidências apontam que Braga trabalhou nos bastidores para que a empresa, que era pública, fose vendida para amigos dele sem nenhuma dívida e, agora, trabalha pela privatização da Eletrtrobras, que tem como principal interessado outro amigo dele, o empresário Lírio Parisoto.

Para saber todos os detalhes, ‘tintim por tintim’, acesse o programa Manhã de Notícias desta sexta-feira, nas nossas redes sociais no Facebook e Youtube.

Confira o comentário de Ronaldo Tiradentes:

Ver fontes Baixe!