Central das Notícias
Notícias, vídeos e humores
closeDownload
Baixe agora!
share icon

Mês decisivo: veja prazos e etapas para aprovação do balanço financeiro do Galo

O Tempo

O balanço financeiro do segundo ano de mandato do presidente Sérgio Sette Câmara no Atlético entrou em um mês decisivo. Até 30 de junho, todas as etapas de apreciação das demonstrações financeiras de 2019 precisam estar concluídas. Por aqui, passam as análises dos Conselhos Fiscal e Deliberativo do Galo.

Números importantes do balanço financeiro de 2019 já foram divulgados pela imprensa, como uma dívida que chega a R$ 746 milhões. No entanto, o balanço está neste momento nas mãos do Conselho Fiscal. Assim que receber um sinal verde desta etapa, será a vez do Conselho Deliberativo entrar em ação.

Presidido por Castellar Guimarães Filho, o Conselho Deliberativo do Galo vai apreciar o balanço financeiro da gestão de Sette Câmara em 2019, aprovando ou não as contas. O detalhe é que Castellar teve acesso a essas demonstrações financeiras primeiramente pela imprensa.

"São umas coisas esquisitas. Tomei conhecimento do balanço através de um amigo que printou um blog de um jornalista fazendo comentários que ja havia o balanço. Então liguei para o diretor financeiro e questionei porque o presidente do Conselho ainda não tinha o balanço", pontuou Castellar ao SuperFC.

O presidente do Conselho Deliberativo do Galo recebeu o balanço na última quinta (28), mas ainda de forma superficial. É necessária uma etapa no Conselho Fiscal antes de ter um exame mais profundo das contas do ano passado.

"Não veio o balanço analítico. Com o sinal verde do presidente do Conselho Fiscal, vou convocar uma reunião no Deliberativo e vou conhecer o balanço em sua totalidade. O Conselho Deliberativo vai questionar, discutir e apreciar em votação", colocou Castellar.

Tudo isso precisa ocorrer até 30 de junho. No ano passado, dos 398 conselheiros que apreciaram o balanço financeiro de 2018, apenas um foi contrário. Márcio Cadar, que já havia se mostrado contrário a algumas situações, manifestou sua insatisfação e liderou o único voto contrário ao orçamento.

De acordo com o jornalista Rodrigo Capelo, do portal Globoesporte.com, que teve acesso ao balanço e divulgou um detalhamento dele, o Galo teve um faturamento de R$ 256 milhões em 2019, mas elevou suas dívidas para R$ 746 milhões. 

Isso quer dizer que o endividamento do clube é 2,9 vezes maior que a soma dos valores que entraram no caixa do Atlético. De 2015 a 2018, os índices sofreram variações de 1,98 a 2,83. Este último índice foi no primeiro ano do triênio de Sette Câmara, em 2018. 

Ver fontes Baixe!