Central das Notícias
Notícias, vídeos e humores
closeDownload
Baixe agora!
share icon

Fã cria esculturas das duas primeiras gerações de Pokémon em biscuit

R7

Tenho que moldar!

Tenho que moldar!

Pokémon certamente conquistou o coração de milhões de pessoas ao redor do mundo desde o lançamento de Pocket Monsters Red e Green, em 1996 (no Japão). Os games, que já venderam mais de 300 milhões de cópias mundialmente, inspiraram uma série de vertentes, como o jogo de cartas e o anime. Muitas das pessoas passaram a conhecer a franquia, inclusive, pela adaptação televisiva. Uma delas foi o estudante de medicina Felipe Matos, que lembra de quando "chegava da escola, em meados de 2000, correndo pra ligar a TV". Foi aí que a paixão dele por Pokémon floresceu.

No mesmo período, o refrigerante Guaraná Antártica tinha uma versão, conhecida como Caçulinha, que continha uma miniatura de alguma criatura da série. Matos relata que "gastava todo dinheiro comprando o refrigerante, e logo depois desenhei os 150 monstrinhos originais e vendia as ilustrações em sala de aula".

IGN

IGN

IGN
Alguém lembra? Via Fórum Nintendo Blast

Mais de uma década depois, Matos ainda demonstra seu apreço pela franquia da Nintendo -- dessa vez deixando o lápis de lado, e aderindo à esculturas em massa biscuit. O estudante criou versões dos Pokémon da primeiras duas gerações e publicou o resultado em um perfil do Instagram conhecido como "Pokemassas". Confira o resultado:

Matos explica que "recentemente, eu precisei me mudar e para ocupar meu tempo, decidi moldá-los. Sempre gostei de fazer esculturas e pensei 'por que não fazer todos os Pokémon?'" Ele conta que estava na metade da segunda geração quando seus amigos sugeriram para que ele as fizesse em biscuit por conta da durabilidade. O teste foi bem sucedido e o estudante passou a criá-las com o material.

O estudante continua esculpindo outros Pokémon, e até mesmo personagens de outras franquias, como Banguela, de Como Treinar o Seu Dragão, e Naruto. Segundo Matos, "graças aos incentivos, resolvi iniciar a terceira geração e, se eu puder, continuarei fazendo aos poucos, pois considero uma terapia relaxante".

As esculturas foram muito bem aceitas, segundo Matos. "Minha família sempre adorou meu trabalho. Minha esposa os acha bonitos, mas reclama do espaço que ocupam", revelando em tom de brincadeira. Ele gostaria de comercializá-las, porém ainda precisa informar-se sobre os direitos autorais que a marca possui.

Para ver todas as outras miniaturas que Matos criou, acesse o Pokemassas no Instagram. Gostou das esculturas? Comente abaixo.

E fique com esse belíssimo Skarmory de presente.

Inscreva-se no canal do IGN Brasil no Youtube e visite as nossas páginas no Facebook, Twitter, Instagram e Twitch!

Ver fontes Baixe!